O filme foi escrito por Jason Lew em seu primeiro trabalho também como diretor

Elisabeth Moss passou os últimos anos colhendo os bons frutos do seu trabalho como atriz e com apenas 34 anos, ela já conta com um vasto e diversificado curriculum. Moss teve seu primeiro papel de destaque na série “West Wing: Nos Bastidores do Poder“, que foi exibida de 1999 até 2006, e desde então tem aparecido em todo o lugar.

Ela já conseguiu 6 indicações ao Emmy de Melhor Atriz por seu trabalho como Peggy Olson em “Mad Men: Inventando Verdades“, mas foi com a maravilhosa minissérie de Jane Campion, “Top of the Lake“, que ela conseguiu o maior reconhecimento, até agora, levando a estatueta do Globo de Ouro pra casa, na categoria de Melhor Atriz em Minisséries.

Moss está atualmente filmando a sequência de “Top Of The Lake” com Campion, mas a próxima oportunidade que teremos de vê-la brilhando com sua atuação será em “The Free World”, que já foi exibido em vários Festivais, dentre eles os Festivais de Sundance, Seattle e São Francisco, além do Festival de Deauville, na França. E deve ser lançado oficialmente online no dia 23 de setembro.

Na trama Mo Lundy (Boyd Holbrook) acabou de sair da prisão, onde cumpriu pena por crimes que não cometeu, e tenta se adaptar à sua nova vida. Ele conhece Doris (Elisabeth Moss), uma mulher misteriosa que tem uma história violenta com seu marido, e decide arriscar sua liberdade para manter a jovem Doris a salvo. Octavia Spencer, Sung Kang e Sue-Lynn Ansari também estão no elenco.

Em Sundance, a crítica aclamou a produção dizendo que Holbrook e Moss entregam atuações “magnéticas”, e que o filme foi uma “belíssima criação”.

O longa deve ter um lançamento limitado nos cinemas dos EUA e aqui pelo Brasil ainda não temos informações sobre uma data de estreia nos cinemas. Mas com o seu lançamento online previsto para o final desse mês, talvez ele nem seja exibido nas telonas por aqui.

De uma forma ou de outra, muito em breve teremos a oportunidade de assistir mais um trabalho da querida Elisabeth Moss, que admiramos desde meados de 2007, com a estreia de Mad Men.

free_world.jpg