Filmado ao longo de três anos pelo cineasta Kim A. Snyder, o documentário “Newtown” mostra como o atentado à escola infantil Sandy Hook, em 2012, afetou a vida dos moradores da cidade

Mesmo que os políticos norte-americanos continuem a discutir sobre a viabilidade de um controle mais rígido quanto ao acesso às armas de fogo nos EUA, não resta dúvidas que a violência armada e os tiroteios em massa estão alcançando proporções epidêmicas no país.

A facilidade com que qualquer norte-americano pode comprar armas de fogo e munições tem sido lembrada e debatida a cada tragédia presenciada pelo país, nas quais pessoas inocentes são prejudicadas em atos horríveis de extrema violência injustificada. Um dos atentados mais chocante desse tipo, e que assombra a história dos EUA, foi o que se desenrolou na escola de ensino fundamental, Sandy Hook Elementary School, em 2012.

Foi justamente essa tragédia a escolhida pelo diretor, Kim A. Snyder, que explorou em seu documentário, “Newtown”, as consequências para a comunidade de Newtown, no estado de Connecticut, nos Estados Unidos, especialmente sob o ponto de vista das pessoas afetadas pela tragédia, pintando um retrato comovente de perda e reverberações em curso do que aconteceu naquele dia fatídico.

Aqui está a sinopse oficial:

Não há respostas fáceis em “Newtown” – não há palavras de compaixão ou garantias de que seja possível trazer de volta as 20 crianças e os 6 educadores que perderam suas vidas durante o tiroteio em Sandy Hook Elementary School. Em vez disso, Snyder nos dá acesso exclusivo às vidas e às casas das pessoas que perderam seus entes queridos e de outras pessoas da comunidade que tiveram suas realidades indelevelmente alteradas pelos acontecimentos. Cada pessoa, seja um pai, uma enfermeira da escola ou um oficial da polícia do estado, tenta da sua própria maneira dar algum sentido à sua perda, ao mesmo tempo em que tenta enfrentar a incapacidade da nação em acabar com a violência armada, mesmo na mais pacífica das comunidades. NEWTOWN testemunha uma dor profunda e permite uma reflexão dentro da nossa consciência coletiva, explorando o que acontece com uma comunidade depois de se tornar o epicentro de um debate nacional, e o que ainda restou para lidar, depois que as câmeras foram embora.

“Newtown” foi nomeado ao Grand July Prize in Documentary no Festival de Sundance e ao prêmio de Melhor Documentário no Festival Internacional de Cinema Cleveland. O documentário foi tido pelo site IndieWire como “um importante registro histórico e um lembrete importante de um evento na história americana que poderia ter mudado tudo, que deveria ter mudado tudo. E que não há nenhuma razão por que ele ainda não possa mudar. ‘Newtown’ é um lembrete importante de que é preciso mudar”.

 

O documentário “Newtown” será lançado oficialmente no dia em 7 de outubro nos EUA.