Gus Van Sant Jr. é um cineasta e roteirista norte-ameriano, ele nasceu em Louisville no dia 24 de julho de 1952 e formou-se Rhode Island School of Design

O diretor tem forte influência do cinema experimental, um termo que abrange diversos estilos cinematográficos, mas que têm em comum o fato de se diferenciar, e muitas vezes de se opôr, às práticas e ao estilo do cinema dito comercial ou industrial.

Seu primeiro filme independente, Mala Noche, de 1985, contém alguns temas recorrente na obra de Van Sant como a homossexualidade, a ambientação em Portland (Oregon) e a abordagem de subculturas marginalizadas. Mala Noche foi bem recebido pelos críticos e ganhou o prêmio de Melhor Filme Independente do Ano pela Los Angeles Film Critics Association e pelo Torino International Gay & Lesbian Film Festival. A partir disso, o diretor obteve uma certa projeção no meio cinematográfico e já dirigiu vários filmes, independentes e comercias, de sucesso, alguns mais polêmicos, outros nem tanto.

O diretor já foi indicado a Melhor Filme Estrangeiro por Milk, na Academy of Motion Picture Arts and Sciences of Argentina e no David di Donatello Awards, em 2009, e no Grânde Prêmio de Cinema Brasileiro e Film Critics Circle of Australia Awards, em 2010. Já foi indicado três vezes a Melhor Filme no Bodil Awards por Paranoid Park, Elefante e Milk. Foi indicado ao Cesar Awards, na França, na categoria de Melhores Filmes por Elefante e Milk. Além de ter ganho o prêmio da crítica do Sindicato de Cinema da França, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, com Elefante.

Em 2003, Van Sant foi premiado com a Palma de Ouro por “Elefante”, no festival de Cannes e no mesmo ano recebeu o prêmio de Melhor Diretor pelo mesmo filme. Em 2007 ganhou um prêmio especial por “Paranoid Park”. Em 2011, seu filme “Inquietos” foi selecionado para a mostra Un Certain Regard, no mesmo festival. E esse ano o diretor voltou ao festival francês com sua mais recente produção, “The Sea of Trees”.

Conhecido por ter uma platéia imperdoável, o Festival de Cannes pode ser o ápice ou um dos pontos mais desagradáveis para muitos diretores. Diferente da sorte do diretor Nanni Moretti, que teve seu filme “Mia madre” muito bem recebido pela crítica especializada, o novo longa-metragem de Gus Van Sant, com Matthew McConaughey e Naomi Watts no elenco, foi recebido com muitas vaias na sessão de imprensa.

Segundo o jornal “O Globo“, quando questionado sobre as vaias o diretor afirmou ter lido apenas uma resenha do filme, mas disse que a reação da plateia lhe lembrou de quando exibiu “Elefante” no festival. Van Sant afirmou que, em 2003, o filme dividiu a crítica — mas acabou saindo de Cannes não só com a Palma de Ouro, mas também com o troféu de Melhor Direção.

Enquanto “The Sea of Trees” não ganha uma data de lançamento nos cinemas brasileiros, podemos aquecer os motores e relembrar três filmes memoráveis da filmografia do diretor, que valem muito a pena assistir:

Gênio Indomável (1997)

Indicado a 9 categorias no Oscar de 1997, dentre elas o de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Original, o filme saiu da premiação, naquele ano, levando duas estatuetas (o de Melhor Ator Coadjuvante e o de Melhor Roteiro Original).

O filme tem pontuação 8,3 (máximo 10) no maior site de cinema, o IMDB. Tem 4,2 (máximo 5) estrelas no site brasileiro, Filmow. Tem 8,8 (máximo 10) pontos no Metacritcs, dentre as avaliações dos usuários e 94% (máximo 100) de aprovação dos usuários do Rotten Tomatoes.

Aqui está a sinopse oficial:

Um jovem rebelde, que já teve algumas passagens pela polícia, trabalha como servente em uma universidade de Boston e revela-se um gênio em matemática, quando o professor Lambeau desafia os alunos a resolverem um teorema. E Will consegue resolvê-lo. Mas depois de se meter em encrencas ele é preso. Por determinação legal, ele precisa fazer terapia e ter aulas de matemática com Lambeau, mas nada funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até que se identifica com um deles, Sean.

Veja o trailer:


Milk – A Voz da Igualdade (2008)

O filme foi indicado ao Oscar de 2009 em 8 categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Sean Penn), Melhor Ator Coadjuvante (Josh Brolin), Melhor Roteiro Original, Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Figurino e Melhor Edição de Imagem. Venceu a estatueta de Melhor Ator e de Melhor Roteiro Original.

O filme tem pontuação 7,6 (máximo 10) no IMDB. Tem 4,1 estrelas (máximo 5) no site brasileiro, Filmow. Tem 7,7 (máximo 10) pontos no Metacritcs, dentre as avaliações dos usuários e 89% (máximo 100) de aprovação dos usuários do Rotten Tomatoes.

Aqui está a sinopse oficial:

Início dos anos 70. Harvey Milk (Sean Penn) é um nova-iorquino que, para mudar de vida, decidiu morar com seu namorado Scott (James Franco) em San Francisco, onde abriram uma pequena loja de revelação fotográfica. Disposto a enfrentar a violência e o preconceito da época, Milk busca direitos iguais e oportunidades para todos, sem discriminação sexual. Com a colaboração de amigos e voluntários (não necessariamente homossexuais), Milk entra numa intensa batalha política e consegue ser eleito para o Quadro de Supervisor da cidade de San Francisco em 1977, tornando-se o primeiro gay assumido a alcançar um cargo público de importância nos Estados Unidos.

Veja o trailer:


Elefante (2003)

O filme não concorreu ao Oscar em nenhuma categoria, mas foi aclamado pela crítica e recebeu diversas nomeações em outras premiações entre 2003 e 2005, dentre elas: o Bodil Awards 2005, na categoria de Melhor Filme Americano; ao César Awards, ao International Cinephile Society Awards e ao Sindicado Francês de Críticos de Cinema, em 2004, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro; ao Golden Trailer Awards e ao Independent Spirit Awards, na categoria de Melhor Filme Independente; ficou em 2º lugar no Village Voice Film Poll 2003 de Melhor Filme; e por fim, foi coroado com sucesso no Cannes Film Festival em 2003 com prêmios de Melhor Diretor e Palma de Ouro por Melhor Filme.

O filme tem pontuação 7,2 (máximo 10) no IMDB. Tem 3,7 estrelas (máximo 5) no site brasileiro, Filmow. Tem 6,7 (máximo 10) pontos no Metacritcs, dentre as avaliações dos usuários e 79% (máximo 100) de aprovação dos usuários do Rotten Tomatoes.

Aqui está a sinopse oficial:

Um dia aparentemente comum na vida de um grupo de adolescentes, todos estudantes de uma escola secundária de Portland, no estado de Oregon, interior dos Estados Unidos. Enquanto a maior parte está engajada em atividades cotidianas, dois alunos esperam, em casa, a chegada de uma metralhadora semi-automática, com altíssima precisão e poder de fogo. Munidos de um arsenal de outras armas que vinham colecionando, os dois partem para a escola, onde serão protagonistas de uma grande tragédia.

Veja os trailers abaixo:


Conte-nos o que achou da nossa lisitinha nos comentários aqui embaixo!