Segundo os críticos e especialistas no assunto, essa categoria já está vencida pelo diretor Damien Chazelle, por seu musical “La La Land: Cantando Estações”, mas cá entre nós: sabemos que até o dia da premiação muita coisa pode rolar e se depender de Barry Jenkins, o jogo ainda não está perdido.

Seu filme “Moonlight” entrou em cartaz nos EUA em novembro e causou um grande buzz aumentando suas chances no Oscar. O diretor, até outubro, ainda nem aparecia na lista de possíveis indicados, mas depois da estreia do seu filme a coisa mudou de figura e agora ele segue disputando o favoritismo junto com o Damien. Seguido de perto na disputa está o Kenneth Lonergan e o mestre, Martin Scorsese, que prometem tornar essa categoria ainda mais interessante.

O Pablo Larraín, diretor de “Jackie”, é outro nome que ainda pode subir mais um pouco na lista final tomando a vaga de Denzel Washington. Seu filme entrou em cartaz no começo de dezembro nos EUA e isso vem gerando boa publicidade para o diretor que já passou a figurar nas principais apostas, saindo da lista de “possibilidade remota” rumo a um quase Top 5!

Fizemos um levantamento dentre as principais apostas dos especialistas em premiações e chegamos a uma lista de possíveis indicados. Vale lembrar que ainda está muito cedo para que possamos afirmar que essa é uma lista definitiva de aposta, portanto essa lista deverá sofrer algumas alterações até o dia do anúncio oficial.

melhor-diretor

Top 5

Damien Chazelle, “La La Land: Cantando Estações

Barry Jenkins, “Moonlight[new]

Kenneth Lonergan, “Manchester À Beira-Mar

Martin Scorsese, “Silence

Denzel Washington, “Fences

 

Quase lá:
Pablo Larraín, “Jackie [new]
Denis Villeneuve, “A Chegada
Garth Davis, “Lion
Jeff Nichols, “Loving
Clint Eastwood, “Sully: O Herói do Rio Hudson[new]

Outras Possibilidades:
David Mackenzie, “A Qualquer Custo [new]
Jon Favreau, “Mogli: O Menino Lobo
Ang Lee, “A Longa Caminhada de Billy Lynn
Paul Verhoeven, “Elle [new]
Mel Gibson, “Até o Último Homem [new]